4 Photographers Shoot The Same Model (Photos + Video)

 Ler em Português      Read in English

No final de Outubro juntei-me a 3 fotógrafos participando neste desafio lançado pela blogger e youtuber Inês Serôdio (Moi By Inês). O desafio consistiu em cada um dos fotógrafos escolher dentro da mesma zona, que no caso foi Belém, um local para fotografar, bem como o look que a Inês usaria no local escolhido por si. Cada fotógrafo fotografaria também nos locais escolhidos pelos outros fotógrafos e dispunha de apenas 3 minutos para fotografar a Inês em cada look!

Foi muito divertido e um grande desafio pensar no melhor enquadramento, composição, adequarmo-nos às condições de iluminação, e direccionar a Inês em apenas 3 minutos para obter os resultados desejados! No vídeo terão oportunidade de ver qual a fotografia eleita como a melhor para cada um dos fotógrafos em cada cenário.









Eu optei por fotografar no MAAT, com a inês num look casual e minimalista, combinando preto, branco e um blusão de ganga.





A Inês foi uma modelo excelente! Numa situação em que temos tão pouco tempo para fotografar, ajuda-nos muito que a modelo esteja tão à vontade como a Inês está em frente à câmara, sendo capaz de posar sem direccionarmos tanto e ainda assim obtermos diversidade de postura, expressões e ângulos diferentes! Está seguramente à altura de várias modelos agenciadas que já fotografei, e adorei voltar a fotografá-la novamente, depois da sessão que fizemos no ano passado.

Gostei imenso de participar neste desafio, filmado pela também blogger e youtuber Mariana Galhardas (Pink Is Fashion), e acho que o vídeo resultou muito bem! Gostei igualmente de conhecer estes colegas fotógrafos com que ainda fiquei à conversa já depois de a Inês e a Mariana se despedirem de nós, o que foi bem interessante!

Ora fiquem a conhecer os outros três fotógrafos e vejam como correu este desafio neste vídeo publicado pela Inês no seu canal! :)


O que acharam deste desafio? E qual ou quais foram as vossas fotografias favoritas?

Já acompanham o meu trabalho fotográfico pelo instagram? Podem encontrar-me aqui: instagram.com/sofiagarrido.photographer :) 

What's The Color Of Lisbon? (Vox Pop)


 Ler em Português      Read in English

Há algum tempo atrás participei numa exposição intitulada Cor de Lisboa, que contou com vários formatos multimédia, e teve lugar na Biblioteca de Telheiras, em Lisboa. A minha participação deu-se na categoria de Fotografia (talvez um dia publique aqui as fotografias que estiveram expostas), e como entrevistadora neste vídeo de Vox Pop.

Passei pelo Mercado de Alvalade e pela Baixa de Lisboa abordando portugueses e turistas com a questão Qual É a Cor de Lisboa?

Ora vejam as suas respostas! :)


Captação de Imagem | João Abel, Manuel Morgado
Edição | Manuel Morgado
Fotografia de Making-Of | Vera Martins

Podem acompanhar-me no Youtube subscrevendo o canal: youtube.com/sofiagarridoo. Um dia destes partilho convosco o vídeo de Making-Of deste Vox Pop! :)

O que acharam do vídeo? E para vocês, qual é a Cor de Lisboa? 

Photoshoot With a Blogger: Teresa Miranda (Alfacinha Stories)


Foi num dia atípico de verão, cinzento e fresco, no passado dia 8 de Julho, que tive o gosto de conhecer a Teresa, uma blogger portuguesa que vive em Londres, e que a propósito da sua vinda a Portugal para ir ao festival Optimus Alive queria aproveitar para fazer uma sessão fotográfica na sua cidade, e me contactou neste sentido.

O blog da Teresa chama-se Alfacinha Stories, e fazia mais do que sentido que esta sessão tivesse cenários bem alfacinhas! Pelas 8h da manhã de uma Lisboa ainda sossegada e fugindo à enchente de turistas, encontrámo-nos pelo Cais das Colunas, o primeiro spot da nossa sessão.


Comecei por fotografar numa abordagem lookbook, captando o outfit da Teresa, os acessórios que estava a usar, bem como o seu corte de cabelo que era muito recente. A Teresa inovou, trocando um corte de comprimento até aos ombros por este pixie cut que lhe fica tão bem! 



Como já podem ter percebido se já acompanham o meu trabalho, gosto muito de fotografar retratos num registo documental, de dar espaço para fotografar quem tenho à frente da minha objectiva de forma espontânea, embora não deixe de dar algumas direcções necessárias para obtermos a melhor composição. A sequência de fotografias desta sessão acaba por contar uma história - a história deste nosso passeio tão alfacinha!





Depois de algumas sequências de fotografias pela Baixa lisboeta, rumámos até ao meu bairro histórico favorito de Lisboa - a Mouraria!












Quando o outfit e a parede estão na mesma paleta de cores. ;)



Diriam que a Teresa tinha dormido muito poucas horas, depois de ter estado a pé até bem tarde na noite anterior no Optimus Alive? Eu acho que nas fotografias ela ficou com um ar bem fresco que não denuncia nada disso, e embora ela me confessasse o cansaço, teve uma boa disposição tremenda!


Não estava planeado, mas neste dia apeteceu-me filmar alguns momentos que resultaram neste vídeo bem curtinho, com menos de 1 minuto. Ficou shaky, porque estava a pegar na câmara com apenas uma mão, na outra tinha um objecto para criar este efeito desfocado num tom cor de rosa/lilás que se vê nalgumas das fotografias e no vídeo. Foi mais uma experiência e algo para ficar de recuerdo.

Não podia ser melhor acompanhado do que pela canção Ai Mouraria, pela voz de Amália Rodrigues. :)


Gostei muito de conhecer a Teresa, de conversarmos um pouco neste nosso passeio por Lisboa, e fiquei muito contente com o resultado das fotografias que criámos juntas. O que acham vocês?

Se ainda não conhecem as minhas sessões fotográficas com condições e valores exclusivos para bloggers e gostavam de fazer uma sessão comigo, espreitem esta página

Recording Video With a VHS Camera

 Ler em Português      Read in English

O FENÓMENO REVIVALISTA
Ah, o revivalismo... Este fenómeno sócio-cultural que se repetiu ao longo da História, em que princípios, costumes e estéticas de outros tempos são resgatados. Vivemos tempos em que o revivalismo está presente em tudo o que se cria, com uma intensidade que me leva a crer que pouco se faz de novo e original. É impossível não fazer esta constatação quando vemos tantas influências das décadas de 70, 80 e 90 na estética do cinema, na música, na moda, e até mesmo no design de interiores, que por vezes combina o contemporâneo com detalhes retro.

A NOSTALGIA E AS CÂMARAS DE FOTOGRAFIA E VÍDEO ANALÓGICAS
A nostalgia tem algo de reconfortante e é, quanto a mim, um dos factores que contribuem muito para este fenómeno que se repete. Nesta era em que o digital se impõe, o fenómeno revivalista impulsionou novamente o mercado analógico. Há um crescente entusiasmo pelas câmaras fotográficas tradicionais de filme, e popularizam-se as câmaras de fotografia instantânea.


Na captação de vídeo podemos observar algo semelhante, não só no cinema como nos vídeo-clips de música que adoptam uma estética revivalista. Esta reflecte-se nos tons, no formato 4:3, e na qualidade de imagem inferior com a presença de ruído, distorção e falhas que resultavam da degradação da fita. Alguns são filmados em digital e essa estética é aplicada em pós-produção, outros são mesmo filmados em câmaras VHS.

RESGATAR A CÂMARA DE VHS DO SÓTÃO
No verão deste ano, o João (o meu namorado), lembrou-se de pegar na câmara de filmar do pai dele que estava guardada no sótão. Quem tem aí em casa as filmagens dos pais em VHS? - os casamentos da família, os baptizados, os aniversários, as férias, as festas na escola?! Muitos que me lêem, certamente! E quão interessante é ocasionalmente ver e recordar essas coisas?!



AS MOTIVAÇÕES PARA FILMAR COM UMA CÂMARA VHS
Filmar em analógico tem uma magia semelhante à da fotografia analógica, e eu achei muito gira a ideia de o João querer pegar na câmara do pai para experimentar captar vídeo com ela. Resolvi fazer-lhe algumas perguntas, acrescentando a algumas conversas que já tinhamos tido sobre o assunto, e partilhar convosco. 

1. Qual foi a tua motivação para ir buscar ao sotão a câmara de VHS do teu pai?
João: Tenho andado a passar para digital todas as cassetes VHS com gravações caseiras que os meus pais guardaram e algumas delas são um formato menos usado - VHS-C, o que significa que são muito mais pequenas e precisam dum adaptador para serem reproduzidas num leitor de VHS normal. Não encontrei o adaptador mas sim a Panasonic em si, que tem um sistema de reprodução integrado.

2. Encontraste alguma dificuldade técnica na captação de vídeo com essa câmara ou na edição de vídeo captado com ela?
João: A grande dificuldade está em passar o vídeo de fita para digital. Existem alguns produtos que o fazem, através duma ligação RCA - USB, mas a grande maior parte deles não passa dos 480p. Tendo em conta que o formato de origem é analógico, e como tal não está restringido a problemas de resolução digital, eu queria passar os videos com 1080p no mínimo, porque prefiro ver desfoque e grão que pixeis. Depois de muita experimentação o processo que estou a usar consiste em ter o tal cabo RCA - USB e um software da MAGIX instalado numa emulação de Windows 8 que tenho no meu macbook.

3. Qual o aspecto que consideras mais interessante em filmar com uma câmara VHS nos tempos que correm?
João: Não considero que exista alguma vantagem em filmar em VHS em vez de numa boa camera digital como as Blackmagic Mini / Pocket ou até uma Sony DSCRX100, mas simplesmente é o que me era acessível no momento! Se apontar alguma característica interessante é a textura única do vídeo, mas mesmo assim não compensa a perda de definição e a pouca flexibilidade em termos de cor.

UM VÍDEO FILMADO COM A CÂMARA VHS
Certo dia o João pediu-me para ajudá-lo nos primeiros testes com a câmara VHS, filmando algo de muito simples e quotidiano - eu a ser cat lady, toda derretida com os gatinhos que nasceram no quintal de casa dos pais dele. E daí resultou este vídeo. Enjoy!


Se quiserem acompanhar o João noutras temáticas que não vídeo, podem espreitar o seu portfóio de ilustração, animação e arte para videojogos, ou segui-lo no instagram.

E vocês, têm por aí câmaras de vídeo VHS? O que acharam do vídeo?