Recording Video With a VHS Camera

Sunday, October 01, 2017

 Ler em Português      Read in English

O FENÓMENO REVIVALISTA
Ah, o revivalismo... Este fenómeno sócio-cultural que se repetiu ao longo da História, em que princípios, costumes e estéticas de outros tempos são resgatados. Vivemos tempos em que o revivalismo está presente em tudo o que se cria, com uma intensidade que me leva a crer que pouco se faz de novo e original. É impossível não fazer esta constatação quando vemos tantas influências das décadas de 70, 80 e 90 na estética do cinema, na música, na moda, e até mesmo no design de interiores, que por vezes combina o contemporâneo com detalhes retro.

A NOSTALGIA E AS CÂMARAS DE FOTOGRAFIA E VÍDEO ANALÓGICAS
A nostalgia tem algo de reconfortante e é, quanto a mim, um dos factores que contribuem muito para este fenómeno que se repete. Nesta era em que o digital se impõe, o fenómeno revivalista impulsionou novamente o mercado analógico. Há um crescente entusiasmo pelas câmaras fotográficas tradicionais de filme, e popularizam-se as câmaras de fotografia instantânea.


Na captação de vídeo podemos observar algo semelhante, não só no cinema como nos vídeo-clips de música que adoptam uma estética revivalista. Esta reflecte-se nos tons, no formato 4:3, e na qualidade de imagem inferior com a presença de ruído, distorção e falhas que resultavam da degradação da fita. Alguns são filmados em digital e essa estética é aplicada em pós-produção, outros são mesmo filmados em câmaras VHS.

RESGATAR A CÂMARA DE VHS DO SÓTÃO
No verão deste ano, o João (o meu namorado), lembrou-se de pegar na câmara de filmar do pai dele que estava guardada no sótão. Quem tem aí em casa as filmagens dos pais em VHS? - os casamentos da família, os baptizados, os aniversários, as férias, as festas na escola?! Muitos que me lêem, certamente! E quão interessante é ocasionalmente ver e recordar essas coisas?!



AS MOTIVAÇÕES PARA FILMAR COM UMA CÂMARA VHS
Filmar em analógico tem uma magia semelhante à da fotografia analógica, e eu achei muito gira a ideia de o João querer pegar na câmara do pai para experimentar captar vídeo com ela. Resolvi fazer-lhe algumas perguntas, acrescentando a algumas conversas que já tinhamos tido sobre o assunto, e partilhar convosco. 

1. Qual foi a tua motivação para ir buscar ao sotão a câmara de VHS do teu pai?
João: Tenho andado a passar para digital todas as cassetes VHS com gravações caseiras que os meus pais guardaram e algumas delas são um formato menos usado - VHS-C, o que significa que são muito mais pequenas e precisam dum adaptador para serem reproduzidas num leitor de VHS normal. Não encontrei o adaptador mas sim a Panasonic em si, que tem um sistema de reprodução integrado.

2. Encontraste alguma dificuldade técnica na captação de vídeo com essa câmara ou na edição de vídeo captado com ela?
João: A grande dificuldade está em passar o vídeo de fita para digital. Existem alguns produtos que o fazem, através duma ligação RCA - USB, mas a grande maior parte deles não passa dos 480p. Tendo em conta que o formato de origem é analógico, e como tal não está restringido a problemas de resolução digital, eu queria passar os videos com 1080p no mínimo, porque prefiro ver desfoque e grão que pixeis. Depois de muita experimentação o processo que estou a usar consiste em ter o tal cabo RCA - USB e um software da MAGIX instalado numa emulação de Windows 8 que tenho no meu macbook.

3. Qual o aspecto que consideras mais interessante em filmar com uma câmara VHS nos tempos que correm?
João: Não considero que exista alguma vantagem em filmar em VHS em vez de numa boa camera digital como as Blackmagic Mini / Pocket ou até uma Sony DSCRX100, mas simplesmente é o que me era acessível no momento! Se apontar alguma característica interessante é a textura única do vídeo, mas mesmo assim não compensa a perda de definição e a pouca flexibilidade em termos de cor.

UM VÍDEO FILMADO COM A CÂMARA VHS
Certo dia o João pediu-me para ajudá-lo nos primeiros testes com a câmara VHS, filmando algo de muito simples e quotidiano - eu a ser cat lady, toda derretida com os gatinhos que nasceram no quintal de casa dos pais dele. E daí resultou este vídeo. Enjoy!


Se quiserem acompanhar o João noutras temáticas que não vídeo, podem espreitar o seu portfóio de ilustração, animação e arte para videojogos, ou segui-lo no instagram.

E vocês, têm por aí câmaras de vídeo VHS? O que acharam do vídeo?

Related Posts

4 Comments

  1. Adorei a ideia deste video de gravar com uma camara vsh.
    Beijinhos :)
    https://dailyvlife.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Realmente com a facilidade de passar o analógico para digital e editar os vídeos dessa forma hoje em dia até dá vontade de ir buscar o calhamaço de dentro do baú. Mas por enquanto fico-me apenas pela fotografia analógica.
    Tenho andado a fazer uma coisa parecida mas com uma caixa de negativos mais velhos que eu <3

    ReplyDelete
    Replies
    1. Percebo! Acaba por ser mais acessível que o vídeo, nem que seja pela maior facilidade em ir revelá-las a uma loja do que há em converter vhs para digital! :)

      Delete